quarta-feira, 11 de abril de 2018

7 Dicas Para Poupar Mais

Se há coisa que me preocupa e sempre preocupou é conseguir chegar ao fim do mês com algum dinheiro de sobra. Quando trabalhava em Portugal, nem sempre conseguia essa proeza, o que era motivo para me deixar num estado de nervos que só visto, mas enfim, águas passadas. Dá-me alguma segurança saber que tenho ali uma "almofada" para qualquer eventualidade e gosto de saber que estou a poupar para conseguir fazer algumas das coisas que quero no futuro. Quando o meu bisavô era vivo, costumava brincar comigo e chamar-me Salazar, porque dizia que eu contava os tostões todos. E a verdade é que claro que gosto de viver bem, comprar as coisas que gosto, poder viajar, etc., mas poupar dinheiro sempre foi uma prioridade.

Hoje deixo-vos algumas dicas que me ajudam a conseguir manter uma vida financeira equilibrada, espero que as achem úteis!


  1. Estabelecer objectivos: façam uma lista (em papel, porque dá sempre outra motivação ver as coisas por escrito) daquilo que gostavam de atingir a curto, médio e longo prazo. Por exemplo, a curto prazo podem querer poupar para comprar um carro e a longo prazo para uma casa com piscina ou para se poderem reformar mais cedo. Ajuda muito definir prioridades, porque da próxima vez que resistirem a comprar alguma coisa por impulso, em vez de pensarem "bolas, não comprei aquela carteira" vão pensar "não comprei a carteira, mas o dinheiro vai ajudar-me a comprar o carro/viagem/o-que-for". Se tiverem objectivos bem definidos, fica muito mais fácil de manter o foco.
  2. Criar um orçamento: é importante terem noção de quais são as vossas despesas (mais uma vez, ajuda escrever) e criarem o vosso orçamento que, idealmente, deve ser menos do que aquilo que ganham (não compreendo, nem hei-de compreender nunca, pessoas que vivem acima das suas possibilidades). Tentem calcular qual é a percentagem do vosso salário que precisam de gastar todos os meses (calculem sempre com um extra para imprevistos) e vejam quanto é que vão poder poupar, se são 10, 20 ou 30% do que ganham, e ponham esse dinheiro automaticamente de lado assim que receberem.
  3. Criar uma poupança: em Portugal é facílimo criar uma conta poupança, não rendem é praticamente nada, mas enfim, continuam a ser uma boa maneira de poupar dinheiro, quanto mais não seja por aquele dinheiro não aparecer no saldo da vossa conta à ordem - fica mais fácil fazer de conta que não existe e não cair na tentação de o gastar.
  4. Olhar para o extracto bancário: pode parecer um aborrecimento e quase ninguém se dá ao trabalho de o fazer, mas é uma excelente maneira de terem uma noção de quanto andam a gastar e em quê.
  5. Deixar os cartões em casa: é muito mais fácil perder a noção de quanto se gastou com o cartão do que pagando em dinheiro. Se vão ao cinema e não querem gastar mais de 15 ou 20€, levantem esse dinheiro e deixem o cartão em casa. Assim, mesmo que passem por uma montra com uns sapatos maravilhosos, não vão ter outra hipótese além de resistir.
  6. Evitar o centro comercial: quantos de nós não vamos "só dar uma volta" ao centro comercial? É quase pedir para cair em tentação. Já para não falar que não é nada saudável, malta, não faltam jardins, parques, marginais, enfim, Portugal é um sem fim de sítios bonitos para passear de graça.
  7. Estabelecer meses sem compras: tentem estabelecer 2 ou 3 meses no ano durante os quais só vão gastar dinheiro em coisas essenciais, ou seja, nada de maquilhagem, roupa, enfim, estão a perceber a ideia. O mais provável é acabarem a gostar tanto do resultado que queiram repetir mais vezes. E, vamos ser sinceros, quem é que, nos dias que correm, não tem tralha a mais?

Pronto, hoje vamos ficar por aqui, que a pessoa está a ficar idosa e cansa-se cedo. Espero que tenham gostado e se tiverem mais dicas, já sabem, deixem nos comentários.

24 comentários:

  1. Gostei Sofia! Vou implementar já pelo menos o número 7.

    Bem preciso. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A número 7 é uma coisa que me ajuda imenso!

      Eliminar
  2. Sermos conscientes em relação ao nosso dinheiro é fundamental, até porque imprevistos acontecem e é bom termos algum de parte para eventualidades mais complicadas. E isso não significa deixar de aproveitar, mas perceber quais são os gastos necessários e quais podemos dispensar.
    Adorei as dicas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente, ser consciente é o mais importante (=

      Eliminar
  3. Já ponho todas estas dicas e mais algumas em prática. Não me custa nada poupar, é até um prazer. Adoro ver a conta a crescer e saber que aquele dinheiro está ali seguro para o que for preciso e para os objetivos que ainda quero conquistar!

    ResponderEliminar
  4. Já ponho em prática essas dicas todas. Claro que, às vezes, não é fácil passarmos por uma montra e vermos algo que gostamos e não comprar mas, depois, acaba por compensar conseguimos adquirir o que nos levou a poupar.

    beijinho
    The Midnight Effect / Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E ver a poupança a crescer também é um belo incentivo (=

      Eliminar
  5. Poupar tem mesmo de ser a palavra de ordem...
    Beijinhos,
    https://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  6. Eu sou poupadinha e, como dizes, não é por isso que deixo de aproveitar! Prefiro um jantar fora, uma viagem e etc a bens materiais. O que não queira dizer que não aprecie trapinhos novos. E sim, também não entendo aquelas pessoas que gastam mais que o que ganham. Prabéns pelas dicas, espero que sirvam para ajudar quem ainda não as segue!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ia ficar super contente se conseguisse ajudar alguém com estas dicas (=

      Eliminar
  7. Chama-se a isso ser sensata não gastar mais que os limites e depois sabe bem tirar o proveito,
    Eu ao longo da minha vida sempre gostei de fazer os meus mealheiros , depois sabe -me muito bem com ele fazer o que mais gosto " viajar "
    Beijinhos Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  8. Pois. Ainda na quarta-feira fui ao shopping, ao balcão CTT, e saí de lá com dois vestidinhos da Mango.

    ResponderEliminar
  9. Ótimas dicas, sigo quase todas e mais algumas, mas não é fácil :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sempre é fácil, mas vale sempre a pena (=

      Eliminar
  10. Excelentes dicas para a poupança. Nem sempre é fácil...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não, mas quando se consegue sabe bem (=

      Eliminar
  11. E quando não consegues tirar nada do orçamento mensal e mesmo assim ele não estica até ao fim do mês?
    Infelizmente, em Portugal, é assim: ou tens um ordenado acima dos 1000€ e vives sozinho, ou tens que te aguentar na casa dos pais para conseguir ter uma vida desafogada. Noutras situações, a pagar renda, água, luz, gás, alimentação, deslocações para o trabalho, impostos (tipo IMI, IUC,etc), e os básicos do dia a dia... andamos simplesmente a sobreviver.
    Há alturas em que bate a revolta!
    Neste momento dava tuda para ir para fora, mas até para isso precisava de ter poupanças. Lol
    Sou uma eterna inconformada.
    (Desabafei!!)

    Blogdiariodeumafamilianormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, infelizmente a realidade em Portugal é muito dura... sei bem disso =\

      Eliminar
  12. Sem duvida que ser cada vez mais consciente com os nossos consumos nos ajuda a poupar bastante! Como viajamos a tempo inteiro e com um budget estabelecido , temos algumas dessas dicas em conta sempre :D
    Beijinhos,

    Patricia & Miguel
    www.freeoversea.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorava viajar a tempo inteiro, mas tinha de ser sem budget xD hehe

      Eliminar